Sua vida no enfoque do Terceiro Milínio — Uma Missão

     

Perda do centro criador

Promotores de mentalidade mecanicista

Promotores de mentalidade orgânica

A missão do leigo


home

mailto Instituto Secular dos Irmãos de Maria de Schoenstatt, 24.06.2000

Promotores de mentalidade orgânica

"Se o mundo leigo toca uma melodia confusa, não é porque Deus a ensinou. ... ao separar-se do Cristianismo eles perderam seu núcleo, ... Vemos aí uma expressão muito original da lei da polaridade: a natureza humana, um diminuto planeta, girando em torno do sol infinito, Deus, ... porém perde-se no espaço e desaparece se não girar ao redor do sol, transformando-se em um cometa fugaz e estéril..." (M. Hiriart, 1957)
Quem são os promotores deste trabalho gigantesco? O Pe. Kentenich estava convicto de que é, primeiro e acima de tudo, Maria, a Mãe de Deus. A harmonia entre a natureza e graça, o ser elo de ligação entre o mundo natural e sobrenatural, o pensar, viver e amar íntegro, encontram nela e em sua atividade, o exemplo mais perfeito, plenamente vivido e realizado. Estar vinculado a ela significa estar num campo de atração que conduz inevitavelmente ao seu modo de viver e agir.
Como concretizar tal conceito na vida de hoje?
Por exemplo: quem quiser estar tranquilo, há de escolher a que ambiente se expõe, o que permite penetrar em sua alma pelas portas dos cinco sentidos.
"O mundo moderno encontra-se neurótico pelo barulho, o rádio, o cinema, a televisão: tudo aquilo que penetra na vida interior do homem, quer ele queira ou não, quer o aceite ou o rechace ... Não é possível esconder-se, não há onde esconder-se, onde estar em silêncio, para meditar e orar, para abrir o coração a Deus ... Madrecita querida, não é verdade que necessitamos da paz exterior do teu Santuário, para podermos dispor ainda de um cantinho de nossa alma, em cuja paz interior entre Deus?" (M. Hiriart, 29.10.1962)
Ou o exemplo "amor": O pensar, viver e amar íntegro expressa-se também no mundo moderno. Foram interrogadas mulheres sobre qual seria a frase que mais gostariam de ouvir de seus maridos. Ganhou uma expressão que denota amor, por palavras e pela ação: "Fica, deixa que eu vou!" – quando às três horas da madrugada é preciso atender à criança que chora – À palavra de amor une-se a prática do amor. E quando pratica-se um tal ato de amor, ainda por amor a Deus, trata-se de um amor orgânico.

Segue: A missão do leigo